DOSSIÊ 2019/2 - Gênero e números: estudos sobre as mulheres em diferentes tempos e espaços

DOSSIÊ 2019/2 - Gênero e números: estudos sobre as mulheres em diferentes tempos e espaços

Organização: Profª. Drª. Ana Silvia Volpi Scott (Departamento de Demografia- IFCH/NEPO - UNICAMP) & Profª. Drª. Denize Terezinha Leal Freitas  (UNIPAMPA/SEDUC-RS)

Nas últimas décadas os estudos sobre as mulheres no Brasil tiveram um crescimento significativo, sobretudo no âmbito das Ciências Sociais e Humanas. Paralelamente, as novas tendências na historiografia introduziram uma renovação metodológica e conceitual, abrindo trilhas instigantes para a reflexão sobre as experiências femininas, restituindo a elas a sua própria história. Os estudos realizados recuperaram a atuação das mulheres como sujeitos ativos, questionando-se as imagens e as representações tradicionalmente a elas atreladas, de passividade, ociosidade e confinamento ao lar. Para mais, o conceito de gênero foi incorporado pelos estudiosos das ciências humanas para discutir a questão da diferença sexual e para evidenciar as construções sociais sobre os papéis a serem desempenhados por homens e por mulheres, pelo menos desde os finais da década de 1990 (Soihet, 1997). Além da contribuição dada pela História, estudos e pesquisas no campo da Demografia brasileira também deram aportes significativos para o estudo das mulheres e das relações de gênero, sendo que os primeiros textos remontam aos inícios da década de 1990.

Estudos demográficos têm divulgado vários indicadores que revelam o papel cada vez mais proeminente que as mulheres ocupam na atualidade, bastando lembrar, entre outros exemplos, sua inserção no mercado de trabalho, maior acesso à educação e, principalmente o fato de terem aumentado sua participação como “principais provedoras”, ao contribuírem com mais de 50% da renda familiar. Portanto, a posição das mulheres na sociedade brasileira, no presente e no passado, passou a ser objeto de atenção de vários estudiosos.

A proposta desse dossiê, nesse sentido, é agregar estudos que tenham como foco as relações de gênero e os novos (ou antigos) papéis assumidos pelas mulheres, em diferentes tempos e espaços, privilegiando a perspectiva quantitativa por meio de análise de dados seriais ou mesmo se utilizando de técnicas da Demografia Histórica. A ideia central é dar uma contribuição para a discussão sobre a atuação e inserção das mulheres na sociedade, explorando o variado conjunto de fontes que podem dar subsídios à discussão da temática. O desafio proposto é, portanto, problematizar as tendências, as mudanças e, por que não, as permanências que esses indicadores revelam. 

 Prazo de submissão: 30/09/2019.

 

 



Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia