Os aruã: políticas indígenas e políticas indigenistas na amazônia portuguesa (século XVII).

Rafael Ale Rocha

Resumo


O presente artigo pretende analisar a política adotada por grupos indígenas aruãs durante o século XVII. Tratava-se de uma “nação” que habitava a Ilha de Joanes (Marajó), o Cabo Norte (Amapá) e arredores e interagia com os mais diversos indivíduos e/ou grupos – portugueses, ingleses, holandeses, franceses, negros, mestiços, outros indígenas. A partir da bibliografia respectiva e do uso de fontes primárias diversificadas, priorizaremos as respostas dos aruãs às políticas indigenistas adotadas pela coroa portuguesa naquele rincão da Amazônia. Nossa hipótese afirma que a política seguida por esses índios possuía íntima relação com as políticas imperiais adotadas pelas potências europeias que atuavam na região.

 


Palavras-chave


Amazônia Portuguesa; Políticas Indígenas; Aruãs

Texto completo:

PDF

Referências


Arquivo Histórico Ultramarino – AHU (avulsos do Maranhão e avulsos do Pará)

Anais da Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro – ANRJ

AZEVEDO, Joao Lúcio de. Os jesuítas no Grão Pará. Suas missões e a colonização. Lisboa: Tavares Cardoso & Irmão, 1901.

AZEVEDO, João Lúcio de. História de Antônio Vieira. Tomo II. São Paulo: Alameda, 2008 [1931].

BERREDO, Bernardo Pereira de. Anais históricos do Estado do Maranhão. São Luís: Alumar, s/d.

BETTENDORFF, João Felipe. Crônica dos padres da Companhia de Jesus no Estado do Maranhão. Belém: FCPTN e SECULT, 1990 [1699].

BOXER, Charles. A Igreja e a expansão ibérica (1440-1770). Lisboa: Edições 70, 1989 [1978].

CHAMBOULEYRON, Rafael. Portuguese Colonization of the Amazon region, 1640-1706. Thesis (Doctor of Philosofy), University of Cambridge – Cambridge, 2005.

CHAMBOULEYRON, Rafael. Os jesuítas e o “aumento e conservação” do Estado do Maranhão e Pará (séc. XVII). Clio Revista de Pesquisa Histórica, n. 27, vol. 1, p. 76-104, 2009.

CARVALHO JR. Almir Diniz de. Índios Cristãos. A conversão dos Gentios na Amazônia Portuguesa (1653-1769). Tese (Doutorado), Universidade de Campinas – Unicamp, Capinas, SP, 2005.

FARAGE, Nádia. As Muralhas dos Sertões. Os povos indígenas do rio Branco e a colonização. Rio de Janeiro: Paz e Terra/ANPOCS, 1991.

FRAGOSO, Hugo. OFM. A era missionária (1686-1759). In: HOORNAERT, Eduardo. História da Igreja na Amazônia. Petrópolis: Vozes, 1990, p. 139-209

GUZMÁN, Décio Alencar. Encontros circulares: guerra e comércio no rio Negro (Grão Pará), séculos XVII e XVIII. Anais do Arquivo Público do Pará, vol. 5, t. 1, p. 139-165, 2006.

KIEMEN, Mathias O. F. M. The indian policy of Portugal in the Amazon Region, 1614-1693. Washington D. C.: Catholic University of America Press, 1954.

LEITE, Serafim. História da Companhia de Jesus no Brasil. Tomos III (a) e IV (b). Rio de Janeiro/Belo Horizonte: Itatiaia, 2000 [1943].

MENDONÇA, Marcos Carneiro de. Raízes da Formação administrativa do Brasil. Rio de Janeiro: IHGB/Conselho Federal de Cultura, 1972.

NIMUENDAJÚ, Kurt. The Turiwara and Aruã. In: STEWARD, Julian. Handbook of South American Indians. Vol 3. Washington: Smithsonian Institution, 1948, p. 193-198.

PERRONE-MOISÉS, Beatriz. Índios livres e índios escravos. Os princípios da legislação indigenista do período colonial (século XVI a XVIII). In: CUNHA, Manuela Carneiro da (org.). História dos índios no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 2006, p. 115-132.

REIS, Arthur. A política de Portugal no vale Amazônico. Belém: SECULT, 1993a [1939].

REIS, Arthur. A conquista espiritual da Amazônia. Manaus: EDUA, 1997 [1942].

REIS, Arthur Cézar Ferreira. Limites e demarcações na Amazônia brasileira: a fronteira colonial com a Guiana Francesa. Vol. 1. Belém: SECULT, 1993b [1948].

ROCHA, Rafael Ale. A elite militar no Estado do Maranhão: poder, hierarquia e comunidades indígenas (século XVII). Tese (Doutorado), Universidade Federal Fluminense – UFF, Niterói, RJ, 2013.

SOUZA E MELLO, Márcia Eliane Alves de. O Regimento das Missões: poder e negociação na Amazônia Portuguesa Clio Revista de Pesquisa Histórica, n. 27, vol. 1, p. 46-75, 2009.

VIEIRA, Antônio. Cartas. Tomo 1. São Paulo: Editora Globo, 2008.

WHITEHEAD, Neil. The Snake Warriors – Sons of the Tigers’ Teeth: a descriptive analysis of the Carib warfare, ca. 1500-1820. In: HAAS, Jonathan (Ed.). The Antropology of War. Cambridge: Cambridge University Press, 1990, p. 146-170.

WILEKE, Venâncio O. F. M. Missões franciscanas no Brasil. Petrópolis: Vozes, 1978.




DOI: https://doi.org/10.14295/rbhcs.v10i19.464

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Brasileira de História & Ciências Sociais - RBHCS

Qualis Capes B1 - A Nacional

ISSN 2175-3423

Universidade Federal do Rio Grande - FURG


A Revista Brasileira de História & Ciências Sociais utiliza  Licença Creative Commons Attribution 4.0

Creative Commons License

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia